Loading

José Manuel Moraes Neves

Blogue

Maré de recordações

Maré de recordações O mar baila com as rochas na areia.O Sol descoberto, ilumina seu esplendor.O ar cálido da tarde, que te rodeia,Afaga-te a face numa carícia de amor. No repouso, ab...

Ler mais
Uma história antiga

Uma história antiga Numa estrada do passado,Um cavaleiro ia apressado,Com a chuva a fustigar-lhe a face.Numa curva do seu caminho,Encontrou um velho pobrezinho,Sem roupa que o agasalhasse....

Ler mais
Saudade e castanhas assadas

Saudade e castanhas assadas Uma praça antiga da minha cidade.Pára o autocarro vem gente a chegar.A um canto há grande actividade,Um vendedor põe as castanhas a assar. O carvão crepita...

Ler mais
Reveillon

No céu, uma a uma desaparecemAs estrelas de fogo tão brilhantes.Aos poucos as sirenes emudecem.Termina a música nos altifalantes. Esvaziam-se copos com esperançaQue os desejos se vão c...

Ler mais
Orgulho e recordação

Peguei no mapa e pus-me a recordar,Este minúsculo país aventureiro,Que com alma e um génio de pasmar,Desbravou para o Mundo o Mar Inteiro. Descobriu terras até então insuspeitadas,Espa...

Ler mais
A Palavra

A palavra era de revolta,Quando imperava a tirania.E a repressão andava à soltaEnchendo o peito de agonia. Se escrevia o que pensava,Sem manter certa postura.A palavra que ali estava,Era ...

Ler mais
O dia em que te vi chegar

No dia em que te vi chegarUm raio de luz do teu olharIluminou a noite escura.Abriu-se uma porta no CéuE o inferno que era meuDesfez-se nessa luz tão pura. O vento depressa acalmouE aragem...

Ler mais
Aquilo que nunca te disse

Amiga! Companheira de brincadeira,espero que esta carta te encontre bem.As saudades são uma constante, porém,que me acompanham a vida inteira. Tudo o que vivemos está sempre presentenest...

Ler mais
Já Basta!

Cumpriu-se o Mar.E o Império desfez-se na rebentação,Como um castelo de areia.Feitos e Homens,Arredados do quotidiano imediato,Permanecem adormecidos,Esquecidos no Sótão da Pátria,Há ...

Ler mais
Passado e Presente

O vento enfunou as velas.O mar quedou-se mansinho.O Céu cravou-se de estrelas,Para lhes ensinar o caminho. Partiram levando no peito,A vontade de longe chegar.E novas terras, suas por dire...

Ler mais